fbpx

As respostas para os sofrimentos

Sofremos na vida por três motivos: apego, ódio e preconceito. Também existem soluções para superar o sofrimento!

Em novembro de 2002, o primeiro “Fórum Internacional sobre Budismo e Medicina” aconteceu em Montpellier, cuja missão é, sob os auspícios de estudiosos, pesquisadores, médicos ou mestres espirituais, confrontar o budismo e a medicina – e, mais precisamente, estudar o possíveis contribuições trazidas pela atitude budista em relação às doenças e sofrimentos.

Para os budistas, muitas pessoas sofrem porque não se conhecem, têm uma visão negativa do que realmente são e, consequentemente, estão constantemente esperando por uma compensação externa, de uma forma ou de outra (uma recompensa, um avanço, um objeto, um elogio …) Mas, obviamente, nada disso pode realmente compensar o que falta por dentro, e o indivíduo só vai acabar sofrendo. Essa situação gera três “venenos”: apego, ódio, preconceito.

Apego

Por não estar seguro de si mesmo ou dos outros, o indivíduo se apega a objetos, ou a outras pessoas como se ainda fossem objetos. A ganância sórdida e o crime passional são os dois extremos desse modo de ser. Mas mesmo vivê-lo de forma menos exacerbada, e como o próprio nome sugere, ele nos “une”, nos une no sentido mais verdadeiro. Um está olhando para a TV, outro tem uma paixão dolorosa e outro pensa apenas em seus bens materiais. Portanto, todos estarão, de alguma forma, mutilados e incapazes de se aproximar do mundo – inclusive de seu próprio mundo interior, como ele é, em sua imensa riqueza e diversidade.

Ódio 

Por não compreender o mundo e se sentir mal a respeito dele, o indivíduo tende a se tornar agressivo e a carregar sentimentos negativos, como raiva e ódio. Até certo ponto, a raiva, como qualquer agressão externa, pode ser uma condição útil. Impede que a negação que carregamos dentro de nós nos corroa e enfraquece nossos poderes. Mas só por enquanto, porque, sendo forçados a conviver com ódio contra nossos semelhantes, nosso mundo interior acaba se tornando igual ao mundo que projetamos externamente.

Preconceitos

Da mesma forma, essa incapacidade de nos compreendermos e do mundo nos faz ter preconceitos, ou seja, barreiras mentais que bloqueiam nosso caminho a todas as novas experiências e contribuem para fazer do nosso espírito uma prisão.

A esses três venenos, o pensamento budista opõe os dois caminhos para o bem-estar que são a meditação e a compaixão. Eles são, segundo os mestres, uma fonte inesgotável de cura e remédios para todos os sofrimentos.

Queremos te apresentar hoje três produtos que podem te ajudar no dia a dia:

1-Bastão Atlante Zots.É também conhecido como Dorje, bastão de poder ou bastão de energia. Foi inventado pelos  Atlantis, daí o seu nome. Ele é composto de um tubo metálico oco como um cristal em uma de suas extremidades e na outra como fechamento do tubo, uma bola de cristal, outro cristal, uma ametista, uma pena ou um outro símbolo de poder ou proteção.

2- Kit de Cristais para Dormir – Sono Profundo. Esse Kit cristais para dormir reúne cuidadosamente as melhores e mais eficientes Pedras que favorecem um sono profundo e reparador Essas pedras naturais são capazes de transmutar as emoções, alinhar chakras, emprestar vibração e minerais para promover um sono profundo e dormir melhor.

3- Rosa de Jericó – Planta da Ressurreição. Chamada de Rosa de Jericó ou Rosa da Ressurreição. Como uma Fênix essa planta é capaz de renascer das cinzas e lhe conceder desejos. Há relato de que Jesus havia encontrado esta planta enquanto caminhava no deserto.

Deixe um comentário